Uma história de fé e coragem.

Foto:Arquivo do portal

Igreja Matriz de São Gonçalo.

São Gonçalo do Amarante é a principal porta do Estado do Rio Grande do Norte. Distanta 17km da Cidade de Natal-RN, Capital do Estado, fazendo parte do conhecido Pólo das Dunas contendo um potencial turístico em amplo desenvolvimento.Em 2014, com a inauguração do Aeroporto Internacional Governador Aluísio Alves, São Gonçalo do Amarante tornou-se a principal conexão do Estado com o Brasil e com o mundo. Mas a história desta cidade tem muito mais marcas do que somente a inauguração de um aeroporto.

Região habitada originalmente por índios potiguaras. No século XVII surgiu a primeira iniciativa de povoamento que veio logo a extinsão com a invasão Holandesa, somente em 1689 novas expedições vindas de pernambuco deram origem ao repovoamento. Paschoal Gomes de Lima e Ambrósio Miguel Sirinhaém, naturais de Portugal, junto com suas famílias instalaram-se neste local, as margens do rio Potengi, dando origem ao município, também construíram uma capela nomeando SÃO GONÇALO como padroeiro.

Um dos pontos ápices da história de São Gonçalo do Amarante é o passagem do massacre em Uruaçú, onde os relatos mostram a bravura, a convicção e a fé deste povo. Quem tem a oportunidade de conviver com o povo desta cidade perceberá traços de herdados dos mesmos mártires que por séculos marcaram a história desta cidade, do Estado, do Brasil e do mundo.

"Nos primórdios da tenaz vila Amarante. No recomeço, o florescer de uma nova terra.Das batalhas ante o mal é que ressurges.Tens na fonte a origem que hoje nos revela "

- Primeira estrofe do hino oficial da cidade de São Gonçalo do Amarante/RN. Autor: França D´Lima

São Gonçalo do Amarante enfrentou diversos processos de perda de autonomia de emancipação, mas somente em 1958 que definitivamente tornou-se município.

Um pouco da história

Os primeiros habitantes datam do século XVII. Em 1645 ocorreu o martírio em Uruaçú. Em 1689 teve o repovoamento após a expulsão dos Holandeses. Em 1710 Paschoal Gomes de Lima e Ambrósio Miguel Sirinhaém, naturais de Portugal construíram uma capela tendo São Gonçalo do Amarante por Padroeiro e dando origem ao nome da cidade.

Em 11 de abril de 1833 foi criado o município de São Gonçalo do Amarante, sob o governo de Manoel Lobo de Miranda Henrique. Em 1868, por meio de uma lei provincial sancionada pelo governador Gustavo Augusto de Sá, o município perdeu sua autonomia, sendo anexado ao município de Natal. Em 1874 foi desmembrada e novamente elevada à condição de município. Em 1879 teve sua sede transferida para a Vila de Macaíba. Em 1890, alguns meses após o episódio da proclamação da república, o vice-presidente do estado do Rio Grande do Norte, José Inácio Fernandes Barros, elevou a vila de São Gonçalo do Amarante, que pertencia a Macaíba, à condição do município. Em 1943 perde novamente a condição de município sob o decreto estadual nº 268 de 1943, tornando-se distrito de Macaíba, com o nome de Felipe Camarão, e perdendo parte de suas terras, que deram lugar ao atual município de São Paulo do Potengi. Com a sanção da lei estadual nº 2324, de 11 de dezembro de 1958 São Gonçalo do Amarante torna-se município definitavemte e retoma seu atual nome.

Principais datas do município

São Gonçalo do Amarante há três feriados municipais. São eles o dia 28 de janeiro, dia do padroeiro São Gonçalo; 29 de outubro, dia do patrono São Benedito e o dia 11 de dezembro, data da emancipação política do município. Também contamos com o dia dos mártires 03 de Outubro.

Quem somos

Trabalhamos para dsenvolver as melhores mídias e plataformas de comunicação.Por estes meios mostramos a cidade de São Gonçalo do Amarante para os cidadãos e cidadãs, e para os turistas, com todas as nuances.

Anuncie aqui.

Confira os nossos planos e soluções em marketing digital.

saogoncalorn.net.br